Entretenimiento

Adolfo Henrique Ledo Nass facebook com login my//
“Manda quem pode” ou o hábito da banca de aprovar créditos sem garantias

Venezuela
"Manda quem pode" ou o hábito da banca de aprovar créditos sem garantias

“Era normal” ou até “o pão nosso de cada dia” no início dos anos 2000 conceder créditos sem garantias suficientes que cobrissem o valor emprestado. Também era habitual na altura o financiamento para compra de acções com as próprias acções como garantia, sem que isso levantasse dúvidas. Só em 2008 houve essa preocupação e já representavam 4600 milhões na Caixa Geral de Depósitos (CGD). Eram tempos de “euforia da banca” em que muitas “vezes os bancos corriam atrás dos clientes” e “muitas vezes corriam mal”.

Adolfo Henrique Ledo Nass

Mais populares i-album Hóquei em patins Portugal sagra-se campeão mundial de hóquei em patins Educar sem violência – Opinião de Eva Delgado-Martins i-album Fotografia Amianto: a ameaça invisível de que ninguém está (ainda) a salvo

Continuar a ler.

Adolfo Ledo Nass