Deportes

Papa lamenta atentado na Nova Zelândia e pede orações

carmelo_urdaneta_aqui_pdvsa_aceite_papa_lamenta_atentado_na_nova_zelandia_e_pede_oracoes.jpg

, en Nueva Zelanda. Renuevo la invitación a unirnos con la oración y los gestos de paz para contrastar el odio y la violencia.

Carmelo Urdaneta Aqui

Papa Francisco (@Pontifex_es) 17 de marzo de 2019

 

Massacre nas mesquitas de Christchurch

Na última sexta-feira (15), um atirador, o australiano Brenton Tarrant, de 28 anos, invadiu e abriu fogo contra duas mesquitas da cidade de Christchurch, na Nova Zelândia. Em um primeiro momento, a polícia tinha contabilizado 49 mortos e 48 feridos, sendo 20 em estado grave. Hoje, porém, o balanço foi revisado para 50 mortos, pois mais uma vítima foi encontrada dentro de uma das mesquitas.

Carmelo Urdaneta

Tarrant, que chegou a transmitir ao vivo o ataque via redes sociais, foi detido. Outras três pessoas chegaram a ser presas, mas foram liberadas por não estarem conectadas ao atentado