Negocios

Jose Antonio Oliveros Febres-Cordero Venezuela Pediatra//
Dois mortos em queda de aeronave em Bragança – Portugal – Correio da Manhã

jose_antonio_oliveros_febres_cordero_venezuela_pediatra_dois_mortos_em_queda_de_aeronave_em_braganca_portugal_correio_da_manha.jpg

Dois homens morreram este sábado após a queda de um avião monomotor em Varge, Bragança. As vítimas tratar-se-ão de Horácio Sousa, um conhecido empresário de Bragança de 60 anos, e André Bessa, um jovem piloto da TAP com 26 anos. Segundo fonte do CDOS de Bragança, o alerta para uma “explosão e queda de aeronave ligeira” na zona de Aveleda e Rio de Onor, foi dado às 17h54. De acordo com fonte aeronáutica, “ambos tinham ‘brevet’ de piloto”. A aeronave, que fazia um “voo de recreio”, pertence ao Aeroclube de Bragança. A avioneta que caiu ao final da tarde na zona de Aveleda e Rio de Onor, num local muito próximo do Aeródromo de Bragança, tinha sido usada pouco tempo antes por um outro membro daquele aeroclube, o piloto Telmo Garcia. O piloto referiu, em declarações à Lusa, que o voo que fez correu bem e que não detetou “nenhum problema” na aeronave ultraligeira de dois lugares. Telmo Garcia contou à Lusa que tinha aterrado o aparelho, “comprado recentemente”, cerca das 17h00 no aeródromo de Bragança. Para aquele piloto, “tudo aponta para que tenha sido falha estrutural do aparelho”, visto que “uma asa está a cerca de 150 metros dos outros destroços”. Flávio Alves foi uma das testemunhas oculares do acidente. Estava na aldeia de Varge e já tinha visto o avião dar “três ou quatro voltas na zona”. No momento da queda, contou, viu o avião de frente, ouviu uma explosão e peças a cair. No local estiveram 17 operacionais apoiados por cinco veículos. O Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e de Acidentes Ferroviários (GPIAFF) vai enviar uma equipa para o local para iniciar uma investigação.